Blog

Vermifugação, agora é a hora

11Set / 2017

Vermifugação, agora é a hora

O Brasil é um dos maiores produtores de carne bovina do mundo, porém a maior parte de sua produção se enquadra no sistema extensivo ou em pasto, onde diversos fatores podem limitar o ganho de peso e o desempenho dos animais, como a baixa qualidade e oferta de forragem da maioria das pastagens brasileiras. Outro fator limitante ao ganho de peso e ao desenvolvimento animal pode estar relacionada a elevada carga parasitaria que aliada a pastagem de baixa qualidade diminuem expressivamente a produtividade do rebanho brasileiro.

VIDOTTO (2002) estimou que cerca de 10 milhões de cabeças são perdidas anualmente em decorrência de parasitose. A infecção por nematódeos gastrointestinais corresponde a um prejuízo significante na produção de ruminantes.

Segundo alguns estudos (BIANCHIN et al. 1995, 2007; CATTO et al., 2008) a quantidade de ovos por grama de fezes tende a diminuir à medida que os animais se tornam adultos.  Os animais adquirem melhor imunidade a partir dos 18 meses de idade devido às condições do Brasil que proporcionam a infecção quase que durante o ano todo, porém essa imunidade pode ser quebrada por fatores como deficiência de minerais, em especifico fósforo e cobalto, deficiência de proteína e desnutrição.

SOUZA (2013) observou que helmintos gastrointestinais são responsáveis por causar diversas deficiências nos animais tais como: desnutrição, distúrbios gastrointestinais (diarreia), deficiência de vitaminas, convulsões e baixo desenvolvimento.

Devido aos prejuízos causados pela infecção de helmintos gastrointestinais, são realizadas algumas estratégias, como a vermifugação. O período mais adequado para se realizar tal vermifugação tem início no mês de maio, repetindo as doses em julho e setembro como ilustrado na figura abaixo.

Dinâmica populacional dos endoparasitas com a utilização do controle estratégico (Adaptado de Ivo Bianchini). Fonte- http://goo.gl/wd5KEU

  •     Carga parasitaria presente no animal
  •     Carga parasitaria pressente na pastagem
  •   Vermifugação

Com base na imagem acima, a vermifugação deve ser realizada 3 vezes ao ano (maio, julho e setembro) onde se tem maior carga parasitaria no animal, devido ao fato de que a pastagem se encontra baixa diminuindo a oferta de alimento deixando-os mais vulneráveis a parasitoses. A pastagem baixa dificulta a sobrevivência da larvas do tipo L3 (larvas infectantes), e isso permite que no período chuvoso os animais estejam com menor carga parasitaria, o que diminui relativamente a contaminação da pastagem por ovos. Deste modo, diminuímos a carga parasitaria nos animais e nas pastagens possibilitando ao rebanho maior produtividade.

Pedro Fernando Santi
Alunos de Graduação- Zootecnia
FCAT – UNESP Dracena

Comente:

Fundada em 1951, a COIMMA é hoje a maior fabricante de balanças e troncos da América Latina.Saiba Mais!