Blog

Homeopatia como combate a mastite

18Jan / 2018

Homeopatia como combate a mastite

Uma das doenças que mais acomete o rebanho de bovinos leiteiros no Brasil atualmente é a mastite, pois esta é um processo inflamatório da glândula mamaria causada por impróprio manejo higiênico, em que ocorre o acúmulo de bactérias no teto da vaca levando à esse processo inflamatório. Esta é uma das principais doenças responsáveis pela redução da quantidade de leite produzido e da qualidade do mesmo. O método mais utilizado para combater essa doença é com a aplicação de antibióticos ou antimicrobianos nas vacas lactantes que estão com os sintomas e isso implica em prejuízos para o produtor, pois com a aplicação do remédio o leite se torna inapto para consumo, levando a um prejuízo por todo o período em que o animal estiver sendo tratado.

Existe um tratamento que vem sendo cada vez mais comentado e utilizado que é através da homeopatia, o qual consiste em criar remédios naturais, por meio de fontes vegetais ou animais. O leite contaminado pela mastite, por exemplo, pode ser utilizado e a partir dele é feito um produto para ser fornecido ao animal, fazendo com que haja um estimulo em seu sistema imunológico para acelerar o combate a doenças. Esse método é crescente devido ao fato de ser mais barato que antibióticos ou antimicrobianos e por não deixar nenhum traço químico no produto final, como o leite, fazendo assim com que não haja perda do leite durante o tratamento.

Em alguns trabalhos chegou-se a conclusão que o tratamento homeopático não é tão rápido ou eficaz quanto os antibióticos, já em alguns outros mostra-se que não há diferença entre eles, sendo dados estimulantes, pois o tratamento homeopático é mais barato. Alguns autores relatam alguns benefícios com relação ao uso da homeopatia, tais como: ação rápida e eficiente (como já colocado tem-se trabalhos e crenças de que este tratamento é lento, porém já foi comprovado que o tempo de reação é proporcional ao tempo de afecção), poder de uso sobre patologias graves, lucratividade na produção (por ser um medicamento mais em conta e não deixar traços químicos no produto final) e por ultimo a fácil administração ao animal, que pode ser por via oral junto ao alimento, evitando causar maiores estresses podendo levar a uma maior queda da produção.

Devido a estas vantagens este é um produto que vem demonstrando muito interesse para a substituição do antibiótico, pois além de ser mais econômico não deixa traços químicos no leite. Este tipo de tratamento vem sendo muito utilizado em produções orgânicas e vem ganhando espaço no mercado.

 

Breno Leite Demartini

Graduando em Zootecnia

FCAT-Dracena

Comente:

Fundada em 1951, a COIMMA é hoje a maior fabricante de balanças e troncos da América Latina.Saiba Mais!