Blog

Efeitos da utilização de somatotropina recombinante bovina associados a sistema de indução hormonal

19Dez / 2014

Efeitos da utilização de somatotropina recombinante bovina associados a sistema de indução hormonal

Um dos fatores de maior preocupação no setor de matrizes de corte é o período de anestro pós-parto, uma das maiores causas de falhas reprodutivas atualmente. Tal fator ocasiona o comprometimento da eficiência reprodutiva, com consequente aumento do período de serviço e do intervalo entre partos, assim como a diminuição na taxa de prenhes. Por conta disso, a utilização de novas tecnologias que eliminem a ocorrência de tal enfermidade é cada vez mais atraente diante de tal realidade.

Inúmeros experimentos têm sido realizados com o objetivo de propor alternativas que se mostrem eficazes na retomada da ciclicidade reprodutiva de vacas Nelore durante o período pós-parto (Maciel et al., 2001). Algumas pesquisas têm demonstrado, por meio de análises estatísticas, que certas propostas de retomada na ciclicidade reprodutiva de vacas de corte no período pós-parto podem ser melhoradas.

Uma alternativa é a indução da ovulação de fêmeas que se encontram no período de anestro pós-parto por meio de tratamentos hormonais. Entretanto, tecnologias que proporcionam a melhora de certos índices reprodutivos devem ser implantadas quando as fêmeas não estão submetidas a estresse nutricional, pois o período de anestro pós-parto ocorre mais em função de falhas na ovulação dos primeiros folículos dominantes do que de atraso ou ausência de seu desenvolvimento.

Segundo Maciel (2001), embora certos mecanismos hormonais sejam responsáveis pela inibição do reinício da atividade cíclica fisiológica e atraso da recuperação da ciclicidade ovariana após o parto, que a princípio ainda não estão totalmente compreendidos, existem alguma evidências de que a supressão da liberação do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH) e a consequente inibição dos pulsos do hormônio luteinizante (LH) sejam os fatores endócrinos que tem maior ligação com o período de anestro pós-parto.

Baruselli et al. (2004) afirmaram que existem tecnologias na atualidade que proporcionam o crescimento folicular juntamente com a ovulação em bovinos. Desta forma, emprega-se uma sequência de tratamentos no protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF), entre elas a utilização de somatotropina recombinante bovina (BST).

Maciel et al. (2001) realizaram estudo, desenvolvido na Fazenda Santa Virgínia, localizada no município de Quaraí (RS), durante os meses de Junho e Julho de 1998, onde utilizaram-se 73 fêmeas bovinas, pluríparas, cruzadas (Hereford x Nelore), com escore de condição corporal variando de 2 a 4 (1=caquética e 5=obesa).

Neste experimento ocorreu divisão de lotes, em que um lote foi protocolado com a adição de BST sete dias antes do programa de indução de cios, e outro onde não houve adição de BST. Os animais que receberam BST apresentaram aumentos nos percentuais de estro, contudo não houve diferença estatística no percentual de prenhez.

Conclui-se que a utilização do BST associado ao sistema de indução hormonal aumenta os índices de manifestação de estro, contudo não incrementa taxas de prenhez.
 

Polyana Takashima Fabre
Aluna de graduação
Zootecnia Unesp
Campus Dracena

Comente:

Fundada em 1951, a COIMMA é hoje a maior fabricante de balanças e troncos da América Latina.Saiba Mais!