Como o calor pode afetar a capacidade reprodutiva dos bovinos?

03Jan / 2018

Como o calor pode afetar a capacidade reprodutiva dos bovinos?

O verão já está entre nós e a exposição e temperaturas elevadas pode influenciar sim na fertilidade dos bovinos. Uma das medidas para trazer um pouco mais de conforto térmico ao gado é fazer a “instalação” de árvores nos sistemas pecuários, o que aumenta a qualidade de vida e mantem sua capacidade reprodutiva. O fato é, toda vez que a temperatura corpórea dos bovinos de corte ou de leite aumenta, isso pode acarretar em uma série de consequências negativas. Na verdade, quando um animal sente desconforto devido ao calor, ele passa a produzir uma quantidade maior de cortisol, hormônio diretamente ligado ao estresse.

Segundo especialistas, com o aumento da concentração deste hormônio, os animais se alimentam menos o que prejudica diretamente a sua reprodução. Quando falamos em um animal de corte, o crescimento é menor e consequentemente a produtividade também. Já o de leite, ele passa a produzir uma quantidade bem maior de água, o que pode gerar uma termo-regulação corpórea. Tudo isso gera grandes prejuízos financeiros, pois além da água ser um insumo e gerar custos para o produtor, o leite apresenta menor qualidade e valor comercial.

Com altos índices termo-corpóreos também há prejuízos ao produtor. Assim, quando há um aumento na temperatura corpórea do touro, a temperatura interna dos testículos também sobe. Isso faz com que a quantidade e a qualidade do sêmen reduzam. Na fêmea, o processo é bem similar, pois quando a temperatura interna da fêmea aumenta, os ovócitos produzidos também são de baixa qualidade, impedindo, muitas vezes, a fecundação. Até o bezerro, após o nascimento é prejudicado, pois o jovem animal tem, por natureza, seu metabolismo mais acelerado. O que deixa a frequência cardíaca e respiratória ser mais elevada quando comparada à de um animal adulto.

É interessante oferecer ao gado uma qualidade de vida melhor para que ele consiga também oferecer sempre o melhor a seus consumidores finais. Sendo assim, o produtor sempre deve possuir uma balança bovina para acompanhar constantemente o peso do seu rebanho e permitir que os cuidados necessários sejam tomados. Em breve voltamos a falar mais sobre esse assunto.

Comente:

Fundada em 1951, a COIMMA é hoje a maior fabricante de balanças e troncos da América Latina.Saiba Mais!