Blog

Protocolos de IATF Solução para os baixos índices reprodutivos em Propriedades de Leite e Corte

29Mai / 2014

Protocolos de IATF Solução para os baixos índices reprodutivos em Propriedades de Leite e Corte

Um dos fatores que limitam o desempenho reprodutivo em fêmeas bovinas é a dificuldade na detecção do estro. Tal fator ocasiona o comprometimento da eficiência reprodutiva, com consequente aumento do período de serviço e do intervalo entre partos, assim como a diminuição na taxa de prenhes. 

A dificuldade na detecção de estro pode ser justificada pelo custo da mão-de-obra para realizar este serviço, que atualmente se encontra elevado. Por conta disso, a utilização de metodologias que eliminem a necessidade de detecção de estro, sem baixar a taxa de prenhes, é cada vez mais atraente diante de tal realidade.

A reprodução das fêmeas de uma fazenda produtora de leite é considerada um dos fatores de maior importância que têm ligação direta com a eficiência e rentabilidade do sistema (NEVES et al., 2010). Desta forma, existe a necessidade de se computar os dados relacionados à reprodução das fêmeas bovinas de uma propriedade leiteira. O mesmo raciocínio se segue em propriedades de corte ou fornecedoras de matrizes.

Contudo, independente de qualquer dado, o resultado final somente será alcançado caso os animais estejam inseridos em um programa de saúde animal, que consiste no planejamento de atividades regulares de um bom veterinário, seguida de um bom manejo do rebanho, mantendo a saúde e a produtividade do rebanho em um ponto ótimo (FAVA et al., 2003).

Caso o objetivo do produtor seja melhorar, de fato, a eficiência reprodutiva do rebanho, tal qual qualquer outro índice zootécnico, para que atinja-se a lucratividade da atividade, então, torna-se fundamental o planejamento individual dos animais do rebanho. Nesta nova realidade ter controle dos índices zootécnicos é imprescindível. Desta forma todos os dados relacionados a cada animal da fazenda devem ser arquivados.

Tendo os dados previamente organizados e disponíveis segue-se para a próxima etapa: a solução dos problemas reprodutivos da propriedade. Escolher como reproduzir as fêmeas do rebanho fará toda a diferença nos resultados.

A inseminação artificial revelou-se, nos últimos anos, como a ferramenta mais eficiente do melhoramento genético, tanto em bovinos de leite quanto em bovinos de corte. De tal forma, tornou-se necessária a adoção de boas técnicas de manejo (nutrição, sanidade, entre outros), associadas ao emprego da inseminação artificial com sêmen de touros provados geneticamente com o objetivo de melhorar a eficiência reprodutiva, com consequente aumento na produção de bezerros de qualidade e na rentabilidade da propriedade (BARUSELLI et al., 2004).

Associada à inseminação artificial convencional existe outra tecnologia mais eficiente denominada como Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF). Metodologia que dispensa integralmente a detecção de estro nas propriedades, que, como citado anteriormente, é o fator de maior importância que pode limitar o desempenho reprodutivo das fêmeas e consequentemente ocasionar queda nos índices reprodutivos.

Segundo Baruselli et al. (2004), existem tecnologias na atualidade que proporcionam o crescimento folicular juntamente com a ovulação em bovinos. Desta forma, emprega-se uma sequência de tratamentos no protocolo de IATF. 

Outro aspecto a ser considerado, de grande importância, são as fêmeas repetidoras de serviço, muito comum em propriedades de leite, ocasionando enorme impacto econômico nas fazendas de leite (Rodrigues et al., 2008). Estes animais geralmente são definidos como sub-férteis, e dependendo do critério de descarte da propriedade, estes podem ser eliminados.

Outra questão é a de que vacas leiteiras em lactação apresentam o desenvolvimento embrionário inicial ineficiente, quando comparadas às não lactantes (Rodrigues et al., 2008). Tal enfermidade é solucionada ao se fazer uso de protocolos de IATF.

Portanto, o emprego de protocolos de IATF em propriedades de leite e corte mostra-se como uma alternativa eficaz para a manutenção de satisfatórias taxas de concepção durante todo o ano. Contudo, o sucesso nos resultados ao se fazer uso desta técnica depende da computação e arquivamento adequados dos dados.

Polyana Takashima Fabre
Universidade Estadual Paulista
UNESP, Campus Dracena
Aluna de Graduação - Zootecnia

 

Comente:

Fundada em 1951, a COIMMA é hoje a maior fabricante de balanças e troncos da América Latina.Saiba Mais!