Blog

Importância do Casqueamento Funcional como ferramenta para prevenção de doenças digitais em bovinos

03Nov / 2015

Importância do Casqueamento Funcional como ferramenta para prevenção de doenças digitais em bovinos

A saúde dos bovinos é considerada condição básica para uma pecuária competitiva e ética (NORONHA FILHO, 2011). Como em muitos criatórios os bovinos são submetidos à práticas de produção que não respeitam certos limites fisiológicos, a busca por melhores índices zootécnicos como ganho em peso, produção de leite e fertilidade comprometem a integridade física do animal e resultam em várias enfermidades (MULLIGAN & DOHERTY, 2008). Dentre as associadas aos sistemas de alta produção, as doenças digitais ocupam lugar de destaque (BORGES et al., 2006; ARCHER et al., 2010). Embora as enfermidades digitais acometam mais o gado de aptidão leiteira (FERREIRA et al., 2004; CRUZ et al., 2011), o problema também pode ocorrer em gado de corte, especialmente em animais confinados (CUNHA et al., 2002; NAGARAJA & LECHTENBERG, 2007a).

Doenças como dermatite digital e interdigital, a hiperplasia interdigital, a pododermatite séptica e a laminite são comumente encontradas nos criatórios. A laminite é de extrema importância e representa prejuízos consideráveis aos rebanhos. A laminite é uma doença sistêmica com manifestações locais nos dígitos (GREENOUGH, 2007) caracterizadas por alterações vasculares e degenerativas do cório laminar com reflexos irreparáveis sobre a falange distal. Apesar de a laminite ser uma doença dos dígitos, a enfermidade é considerada de origem multifatorial (DANSCHER et al., 2009). Sabe-se que determinados fatores nutricionais e metabólicos, ocorrência prévia de outras doenças e também fatores ambientais (BERGSTEN, 2003) estão envolvidos no desenvolvimento da laminite. Porém, dos estudos dos prejuízos econômicos ocasionados por essas doenças, SOUZA et al. (2006) descreveram prevalência de 55% de lesões digitais, associadas ou não à laminite, em uma propriedade de aptidão leiteira em sistema de estabulação livre com um custo adicional de US$ 52,69 por vaca alojada, sendo considerados os custos do tratamento e da diminuição na produção de leite.

A fim de diminuir esses gastos indesejáveis, uma boa alternativa é o Casqueamento Rotineiro de bovinos, também chamado Casqueamento Funcional, que tem como objetivo restaurar a forma e proporções dos dígitos de maneira a distribuir uniformemente a superfície de contato com o solo e corrigir a posição dos membros (NICOLETTI, 2004). Os benefícios do Casqueamento Funcional são a prevenção de determinadas lesões digitais, por melhorar a conformação e função dos dígitos (MULLING et al., 2006) e o diagnóstico precoce de lesões digitais (SHEARER & VAN AMSTEL, 2001). Além disso, o Casqueamento Funcional proporciona mais bem estar ao animal por lhe trazer mais conforto (GREENOUGH, 2007). O Casqueamento Funcional pode ser realizado uma ou duas vezes ao ano, sendo melhor a segunda opção. Animais com laminite ou outras lesões podem requerer mais de duas sessões de casqueamento. Para gado leiteiro de alta produção é recomendado o casqueamento durante a lactação e durante o período seco (SHEARER & VAN AMSTEL, 2001). Os objetivos específicos do casqueamento funcional são a restauração da distribuição adequada de peso em cada dígito, retirada de tecido córneo excessivo e distribuição adequada de peso entre os dígitos e finalmente a identificação e correção de lesões digitais (SHEARER & VAN AMSTEL, 2001).

Com o setor da pecuária cada vez mais intensivo, na busca de melhores índices zootécnicos, os animais são expostos a situações fisiológicas extremas e ambientes no qual necessitam de um maior cuidado e manejo adequado. Portanto, para diminuir os danos causados a saúde desses animais, algumas estratégias de prevenção e controle podem ser tomadas, como o Casqueamento Funcional.

Leandro Dias Pinto
Graduando em Zootecnia
FCAT – UNESP Dracena

Comente:

Fundada em 1951, a COIMMA é hoje a maior fabricante de balanças e troncos da América Latina.Saiba Mais!