Blog

Importância do uso de concentrado na dieta de bovinos de corte

29Jun / 2017

Importância do uso de concentrado na dieta de bovinos de corte

A grande vantagem do confinamento de bovinos de corte é o maior controle da dieta e ganho de peso dos animais. Nesses casos, os produtores têm maior autonomia por meio de estratégias nutricionais para adequar melhores ofertas de alimento em cada época do ano com base em condições climáticas, categorias a serem confinadas, preço dos produtos e objetivos finais para cada animal.

Existem dois tipos de alimentos nessa dieta, o volumoso, utilizado para estimular a ruminação, e o concentrado, de grande importância por seu teor de fibras baixo e alto valor energético. Os principais produtos concentrados utilizados em dietas de bovinos de corte são os grãos de milho e sorgo, farelos de soja, amendoim e algodão, assim como coprodutos como por exemplo o caroço de algodão, casca de soja e polpa cítrica.

O uso do concentrado nas dietas está entre as estratégias para melhorar a eficiência alimentar, e possibilita maior desempenho animal, o que resulta em redução da idade de abate e da idade ao primeiro parto.

Sobre a eficiência na terminação de bovinos de corte em confinamento, de acordo com a REVISTA BVS, o concentrado representa cerca de 70 a 80% do custo da alimentação dos animais. Por isso, alimentos volumosos de boa qualidade são importantes para redução dos custos com alimentação, principalmente quando se intensifica o sistema de produção, uma vez que os volumosos de melhor qualidade (de menor custo em relação ao concentrado), que, no caso da silagem, são aqueles com maior teor de grãos na massa ensilada, podem substituir parte dos nutrientes que seriam fornecidos pelo alimento concentrado (de maior custo) que maximiza os processos fermentativos.

O aumento dos níveis de concentrado na dieta é uma ferramenta que viabiliza maiores índices de produtividade. No entanto, alguns fatores precisam ser respeitados, como características de fermentação de cada alimento, principalmente no momento da formulação das dietas, evitando problemas como distúrbios metabólicos como a acidose ruminal, os quais podem levar à possíveis lesões na parede do rúmen e surgimento de problemas hepáticos.

Portanto, analisando os benefícios do concentrado, cerca de 81% dos consultores de confinamento no Brasil recomendam dietas de terminação que contém no mínimo 71% de ingredientes concentrados, sendo que 42,4% destes recomendam dietas com níveis entre 81% e 90% de concentrado.

Dessa forma, fica evidente que uma dieta composta por altos níveis de ingredientes concentrados melhora a produtividade e eficiência com bovinos de corte, no entanto, é importante ressaltar que a adequação da relação entre os dois tipos de alimentos na dieta está intimamente ligada a fatores relacionados ao animal, aos próprios alimentos e a condições de alimentação, cabendo a cada produtor a escolha dos níveis de utilização de acordo com a realidade de cada propriedade, bem como a disponibilidade de alimentos de cada região. 

 

Ana Beatriz Coffani

Graduanda em Zootecnia

FCAT – UNESP Dracena

Comente:

Fundada em 1951, a COIMMA é hoje a maior fabricante de balanças e troncos da América Latina.Saiba Mais!